Elementos do Património Cultural Intangível

    Confecção de Frutas em Conserva


    Apresentação:

    A confecção de frutas em conserva e a respectiva indústria têm uma longa história e tradição em Macau. A sua origem está associada à forma tradicional que os antigos agricultores usavam para tratar e armazenar alimentos e frutas. As frutas em conserva fazem parte da gastronomia típica da região. O seu processo de confecção consiste em marinar frutas em açúcar ou sal, criando sabores peculiares que misturam ácido com doce, ou doce com salgado. As próprias frutas oferecem um gosto que é considerado “húmido”. Por todas estas características, os residentes locais apelidam este tipo de conservas de “petiscos salgados, ácidos e húmidos”. O processo de confecção de frutas em conserva também varia consoante a fruta escolhida, sendo o método seco e o método líquido os dois principais métodos de preparação. No caso do primeiro, as frutas são lavadas e esmagadas até apresentarem fissuras e posteriormente são marinadas em sal, secas naturalmente, para tornarem a serem marinadas em açúcar e secas novamente ao sol. No caso do segundo método, as frutas são lavadas e descascadas, marinadas em sal e imediatamente em açúcar a seguir, sem necessidade de secagem. As frutas em conserva, como as próprias frutas, são produzidas consoante as épocas e as estações distintas. Em Macau, as principais variedades são: ameixas, garcinia xanthochymus, damascos, ameixas com casca de laranja, citrinos, gengibre e azeitonas. Devido à semelhança no processo de produção e nos ingredientes utilizados, as frutas em conserva que são confeccionadas segundo os métodos tradicionais, habitualmente, são comercializadas juntamente com molhos tradicionais.

     

    Estado de Preservação:

    Nos tempos mais antigos, o desenvolvimento económico de Macau apresentava uma forma de crescimento muito linear, principalmente porque existiam muitos terrenos livres, que vieram a servir, mais tarde, por uma questão de conveniência, para a indústria de produção de frutas em conserva, tendo surgido mais de vinte estabelecimentos comerciais deste tipo de produto nas décadas de trinta e de quarenta do século XX. No entanto, com a evolução da sociedade local e com a escassez de terrenos, a indústria tem sofrido uma redução significativa na sua dimensão eimportância, sendo actualmente muito poucas as produtoras de frutas em conserva que confeccionam através de métodos artesanais, fazendo antes uso de fábricas na região, apesar da sua popularidade ainda muito corrente no contexto da comunidade local.

     

    Valor Patrimonial:

    Como um produto alimentar de especialidade, com características regionais e sazonais, a confecção de frutas em conserva é um elemento que demonstra a capacidade de transmissão hereditária da cultura gastronómica Chinesa na região. As particularidades do seu processo de confecção e a sua enorme diversidade de produtos, assim como a sua história e evolução, revelam um valor fundamental para o estudoda cultura gastronómica de Macau.

     

     

     

     

     


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.