Elementos do Património Cultural Intangível

    Confecção do Cheongsam Chinês






    Apresentação: 

    O Cheongsam é parte integrante do vestuário tradicional Chinês. Havendo versões masculinas e femininas deste tipo de traje, estas últimas são também conhecidas como qipao. O Cheongsam é uma peça de vestuário que se veste justa ao corpo e, como tal, deve ser feita por medida. Para o efeito, e antes de ter início a sua confecção, devem ser tiradas diversas medidas, nomeadamente a largura dos ombros, os diâmetros do pescoço, do peito, da cintura e dos braços, assim como a altura do cliente. Desde o desenho até confecção, o Cheongsam necessita de passar pelas várias fases de corte do tecido, lavagem, secagem, ajuste, costura e bordagem. Todo o processo exige um elevadíssimo grau de perícia manual, devendo a peça ser totalmente simétrica, apresentar coerência e apresentar uma qualidade uniforme no produto final. Por estes motivos, um Cheongsam é geralmente confeccionado de raiz por um único alfaiate. Devido à sua capacidade de destacar a figura do corpo e a elegância de quem o veste, o Cheongsam é hoje considerado como um traje típico oriental.

     

    Estado de preservação: 

    Apesar da actual popularidade do vestuário de estilo ocidental, as vestes tradicionais chinesas continuam a ser muito populares. Em especial, o qipao realça particularmente bem a beleza da mulher oriental, o que faz com que esta peça de vestuário seja muito apreciada por clientes locais do sexo feminino. Alguns dos temas decorativos mais comuns incluem padrões florais, desenhos geométricos e símbolos auspiciosos Chineses. Actualmente, em Macau, já existem poucos alfaiates que continuam a confeccionar o Cheongsam através de métodos manuais.

     

    Valor patrimonial: 

    A confecção do Cheongsam possui um profundo significado cultural, tendo sido transmitida ao longo de gerações, incluindo o conhecimenot das suas técnicas únicas. Esta arte constitui um importante reflexo da cultura e da confecção de vestuário tradicional Chinês em Macau. As suas linhas requintadas e elegantes, bem como o seu significado cultural, também em termos do valor simbólico que representa de bons auspícios, beleza estética e saber criativo, constituem o culminar de um saber que foi continuamente transmitido e reinventado por diversas gerações de alfaiates.

     


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.