Elementos do Património Cultural Intangível

    Carpintaria Seong Ká






    Apresentação:

    A carpintaria tradicional de Macau encontra-se sub-dividida por escalas, de sentido ascendente, desde o que se considera ser um patamar superior, correspondente a trabalhos de arquitetura e um patamar inferior, relativo a trabalhos de construção naval, havendo ainda um patamar transversal, correpsondente à construção de equipamentos de transportes. A carpintaria do patamar superior (Seong Ká) está relacionado assim com a carpintaria tradicional chinesa de grande porte, que inclui técnicas de concepção e construção de estruturas de madeira que fazem parte da arquitectura chinesa de estilo cantonês, nomeadamente templos, mansões e estruturas chinesas. Esta arte compreende três aspectos básicos: técnicas de construção, processos de construção e aspectos culturais e rituais. As técnicas de construção dizem respeito à utilização de um método de junção que faz uso de caixas e espigas, com estruturas de suporte constituídas por treliças, vigas, caibros elintéis, fazendo também uso de um sistema de medição modular. Os processos de construção incluem aspectos, tais como a selecção de materiais e a escolha do local de construção, bem como a disposição das divisões e o planeamento. Por último, a construção de edifícios tradicionais Chineses possui também implicações relacionadas com usos e costumes populares. Em particular, há que escolher um dia auspicioso para iniciar os trabalhos, analisar  e abençoar o solo, levar a cabo cerimónias antes a primeira vez que se entra no edifício, e outros costumes relacionados com a fixação da viga mais elevada, a instalação de portas, devendo-se sempre evitar que os pilares fiquem em frente de portas, entre outras regras.  

     

    Estado de preservação:

    À medida que a sociedade foi evoluindo, os tradicionais edifícios de madeira e tijolo foram dando lugar a construções em betão armado. Devido ao aumento dos custos relacionados com matérias-primas e o respectivo transporte, a carpintaria Seong Ká é, actualmente, aplicada com maior frequência na reparações de edifícios antigos. Por sua vez, muitos carpinteiros mudaram de carreira, dedicando-se agora a outras ocupações no ramo das madeiras. De modo a garantir a transmissão destas técnicas e saberes tradicionais de construção, é necessário assim, para além de se intensificar a investigação e a documentação sobre estas técnicas tradicionais, de também se promover a sua trasmissão, através de  plataformas que viabilizem a prática e aperfeiçoamento dos conhecimentos relacionados com esta área.

     

    Valor patrimonial: 

    Fazendo uso de técnicas muito precisas, experiênica prática acumulada e a transmissão de todo um espólio de conhecimentos relevantes, ao longo de gerações, a carpintaria Seong Ká tornou-se num verdadeiro tesouro da cultura Chinesa, sendo igualmente um importante testemunho da cultura arquitectónica tradicional Chinesa em Macau. Cada viga e cada coluna obriga a uma combinação harmoniosa, ordeira e equilibrada ao nível estético, mecânico e de criatividade. Esta arte é o culminar de todo um saber que foi continuamente transmitido e reinventado por diversas gerações de carpinteiros, sendo de grande valor também para o estudo do desenvolvimento das técnicas arquitectónicas tradicionais de Macau, assim como um importtante testemunho sobre os costumes e modos de estar da comunidade local.


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.