Elementos do Património Cultural Intangível

    Yu Lan (Festa dos Espíritos Esfomeados)







    Apresentação:

    A origem do Yu Lan (Festa dos Espíritos Esfomeados) está relacionada com a narrativa registada no “Sânscrito de Yulanpen”, que conta a história em que o monge Maudgalyayana salvou a sua mãe. O espírito de gratidão e de piedade filial que é representado na referida história, corresponde a princípios morais e éticos que são centrais nas tradições Chinesas. Esta festa é muito popular, não só na China, como também entre as comunidades Chinesas ultramarinas, que celebram este dia de forma diversificada, consoante as regiões e religiões em que se inserem, praticando assim tradições com características muito próprias dependendo do lugar aonde se encontram. O tema principal das práticas deste dia consiste em realizar rituais com o objectivo de prestar culto, incluindo a oferenda de alimentos, aos antepassados ou almas perdidas, fazendo com que estes, fiquem agradecidos e satisfeitos, de modo a não perturbarem a vida e a família das pessoas vivas. Para a comunidade Chinesa de Macau, o dia oficial desta festa é 14 de Julho, notando que o mês de Julho é considerado como o mês dos espíritos.

     

    Estado de preservação:

    O Yu Lan (Festa dos Espíritos Esfomeados) é um evento tradicionalmente celebrado pela população de Macau. Os costumes e rituais desta festa são simultaneamente muito tradicionais, mas também bastante diversificados. Para além dos vários rituais religiosos que são realizados nos templos locais, existem também pequenos gestos de culto, que são feitos em público, por iniciativa própria dos residentes. Nas ruas, habitualmente quando está a anoitecer, acendem-se incensos, deixam-se produtos de veneração no chão, queimam-se papéis votivos “joss”, etc. Com a evolução desta festa ao longo do tempo, também se foram estabelecendo práticas e superstições locais, tais como, evitar passear à noite, não mexer nos produtos de veneração que são deixados nos espaços públicos, não circular próximo das paredes, não colocar peças que façam barulho de sinos ou guizos na roupa, evitar casamentos nesta época, evitar mudar de casa ou fazer obras de construção, entre outras formas de estar que são consequência das tradições desta festa.

     

    Valor patrimonial:

    Sendo uma das festas mais antigas e tradicionais de Macau, o Yu Lan (Festa dos Espíritos Esfomeados) está ligada aos valores de família, nomeadamente o respeito entre gerações que é um tema muito importante da cultura popular Chinesa da região. A principal mensagem desta tradição está relacionada com a ideia de expressar “paixão e piedade para com os parentes”, que é um dos princípios centrais de ética familiar. As implicações cosmológicas das acções das pessoas no universo espiritual, pode ser influenciado por práticas e costumes que são celebrados nesta festa, tratando-se de um evento que pode contribuir de forma importante para uma compreensão mais aprofundada sobre a cultura popular de Macau.

     

     

     

     

     

     

     

     

     


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.