Notícias Recentes

    Instituto Cultural convocou a 2.ª reunião do Grupo de Acompanhamento da Farmácia Chong Sai, criou uma página temática e encontra-se a preparar uma Sessão de Discussão

    No passado dia 3 de Junho, pelas 11:00 horas, o Instituto Cultural (IC) convocou a 2.ª reunião do Grupo de Acompanhamento da Farmácia Chong Sai, convidando mais especialistas e académicos para abordarem questões relacionadas com o edifício sito na Rua de Estalagens, n.º 80 e a Farmácia Chong Sai. O Instituto Cultural criou já uma página especialmente dedicada ao tema nos websites do IC e da MacauHeritage.Net., estando simultaneamente a preparar uma Sessão de Discussão sobre a mesma questão.

    Após a realização, em meados de Maio passado, da 1.ª reunião do Grupo de Acompanhamento da Farmácia Chong Sai, composto por várias entidades públicas e privadas, para dar seguimento à investigação sobre o edifício sito na Rua das Estalagens, n.º 80, onde a Farmácia Chong Sai fundada por Sun Yat-sen supostamente se localizava, o Instituto Cultural convocou uma 2.ª reunião do mesmo Grupo no passado dia 3 de Junho. Participaram na reunião Guilherme Ung Vai Meng e Stephen Chan, Presidente e Vice-Presidente do Instituto Cultural, respectivamente, Jacob Cheong Cheok Kio, Chefe do Departamento do Património Cultural do mesmo Instituto, Chan Ieng Hin, Director do Museu de Macau, o Professor Lei Kun Teng, Vogal do Conselho Consultivo de Cultura, Cheang Kok Keong, representante da Associação para Protecção do Património Histórico e Cultural de Macau, Chan Su Weng, representante da Associação de História de Macau, o Doutor Lin Guangzhi, Director Académico do Centro de Estudos de Macau da Universidade de Macau, Lau Sin Peng, educadora experiente de Macau, Wong Un Vai, representante da Associação de História Oral de Macau, Leong Ka Hou, representante da Associação dos Embaixadores do Património de Macau e Wong Man Fai, representante da Associação dos Escritores de Macau.

    Em primeiro lugar, o Instituto Cultural fez uma apresentação sobre o ponto da situação da questão relacionada com o edifício sito na Rua das Estalagens, n.º 80, nomeadamente a limpeza do local, a pesquisa documental e a descoberta do paradeiro das componentes arquitectónicas do edifício. De facto, após a realização da 1.ª reunião, o Instituto Cultural contactou a Direcção dos Serviços de Solos, Obras Públicas e Transportes, o Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, a Direcção dos Serviços de Finanças, a Conservatória do Registo Predial e o Arquivo Histórico de Macau, a fim de reunir mais elementos sobre o edifício. Actualmente os elementos recolhidos já se encontram disponíveis na página temática “Rua de Estalagens, n.º 80”, incluindo o contrato de mútuo celebrado entre Sun Yat-sen e o Hospital de Keang Wu, os anúncios sobre a Farmácia Chong Sai, os mapas de localização do edifício em diferentes épocas, o registo de propriedade e excertos do Directório de Macau e do Anuário Industrial e Comercial de Macau sobre o edifício. No entanto, não se conseguiu ainda reunir documentação suficiente para provar que o edifício é o imóvel onde se localizava a Farmácia Chong Sai.

    vO Sr. Chan Su Weng, da Associação de História de Macau, aprova a ideia da criação de uma página temática dedicada ao n.º 80 da Rua das Estalagens e a disponibilização dos elementos recolhidos nesta página, por considerar que a mesma é favorável à consulta de opiniões e recolha de elementos, para além de poder reforçar a consciência pública sobre a salvaguarda do património cultural. O Sr. Cheang Kok Keong, da Associação para Protecção do Património Histórico e Cultural de Macau, é da opinião que, para além da necessidade de prosseguir com a pesquisa documental sobre a Farmácia Chong Sai, é também necessário valorizar a relação entre Macau e as ideias revolucionárias de Sun Yat-sen. Tendo os feitos de Sun Yat-sen grande importância na história contemporânea da China, a atenção prestada a este aspecto contribui para a educação cívica de Macau. Considerando a existência de numerosos elementos sobre as façanhas de Sun Yat-sen dispersos na comunidade, desde correspondência, fotografias, bibliografia, até documentos de identificação, o Doutor Lin Guangzhi, da Universidade de Macau, propõe a sua recolha, sugerindo como fonte possível os elementos sobre os comerciantes chineses de Macau.

    A educadora Sr.ª Lau Sin Peng considera a Casa de Penhores Tak Seng On um bom exemplo de revivificação de imóveis classificados e espera que o caso da Farmácia Chong Sai também pode contribuir para a boa imagem de Macau no que se refere à salvaguarda do património cultural. É da opinião que, apesar da sua aparente simplicidade, o trabalho de salvaguarda do património cultural possui um significado muito profundo. A Sr.ª Wong Un Vai, da Associação de História Oral de Macau e o Sr. Leong Ka Hou, da Associação dos Embaixadores do Património de Macau, são ambos da opinião de que a referida página temática pode proporcionar oportunidades de aprendizagem e de emissão de opiniões para as camadas jovens e estudantes de Macau e esperam que o seu conteúdo possa ser constantemente enriquecido e alargada a participação das novas gerações. O Professor Lei Kun Teng acredita que uma Sessão de Discussão pode ser útil na análise do valor do edifício sito na Rua das Estalagens, n.º 80. Mesmo que não se possa chegar a uma conclusão decisiva, o debate pode contribuir para a clarificação das ideias.

    O Presidente do Instituto Cultural, Guilherme Ung Vai Meng, considera que a reunião foi muito frutífera e que a comunicação e a troca de ideias entre os serviços governamentais e as associações civis são essenciais para impulsionar o trabalho de salvaguarda do património cultural. Na fase actual, espera que os entusiastas possam fornecer mais elementos no sentido de contribuir para a recolha de mais provas.

    Ao terminar a reunião, o Instituto Cultural revelou que se encontra a preparar uma Sessão de Discussão para debater a veracidade da localização da Farmácia Chong Sai, a relação entre Macau e a formação das ideias revolucionárias de Sun Yat-sen, o valor do edifício sito na Rua das Estalagens n.º 80 e o seu papel na revivificação dos bairros antigos. Quando os elementos desta Sessão de Discussão estiverem suficientemente preparados, a data da sua realização será anunciada. O Instituto Cultural apela a todos os cidadãos interessados para consultarem a página temática “Rua das Estalagens n.º 80” (www.macauheritage.net/80) e facultarem mais elementos sobre este edifício, podendo os mesmos ser enviados por via postal, email ou fax (n.º 2836 6820).


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.