Notícias Recentes

    "Escultura de Ídolos Sagrados" de Macau Inscrita na Lista
    do Património Cultural Intangível da China

            No dia em que se celebra o Dia Nacional do Património Cultural da China, a 14 de Junho, a arte da “Escultura de Ídolos Sagrados” de Macau foi oficialmente inscrita na Lista do Património Cultural Intangível da China. É um momento histórico que regista a primeira vez que a Região contribui para o Património Cultural Intangível nacional.

            Nos últimos anos, a China tem-se empenhado em acções de salvaguarda do Património Cultural Intangível. Em 2006, o Conselho de Estado emitiu a “Comunicação sobre o Reforço da Salvaguarda do Património Cultural”, publicou o primeiro lote de um total de 518 elementos que integram a Lista de Património Cultural Intangível da China, com destaque para a “Ópera Cantonense” e o “Chá Medicinal”, apresentados em conjunto por Cantão, Hong Kong e Macau, e fixou desde essa data o segundo sábado do mês de Junho de cada ano como o Dia Nacional do Património Cultural da China.

            A “Escultura de Ídolos Sagrados” de Macau transmitiu e divulgou, em termos culturais, as técnicas tradicionais chinesas de escultura de ídolos sagrados. Com o seu aperfeiçoamento e desenvolvimento, estas técnicas atingiram globalmente um nível de destaque, dando origem nos últimos cem anos a uma arte popular muito característica de Macau. De forma a incentivar a promoção e conservação do património cultural intangível de Macau, o Instituto Cultural do Governo da Região Administrativa Especial de Macau deu início, através do Museu de Macau, à recolha, análise e organização de dados, com vista à candidatura do projecto “Escultura de Ídolos Sagrados” ao segundo lote da Lista de Património Cultural Intangível da China. Finalmente, a 14 de Junho de 2008, após apreciação do projecto pelos peritos a nível nacional, foi divulgada a sua inscrição oficial na Lista, realizando-se assim o desejo de ver reconhecida a unicidade do património de Macau.

            A escultura de ídolos sagrados possui uma história relativamente longa e ininterrupta em Macau, estando intimamente ligada aos costumes locais, nomeadamente à indústria piscatória, que desempenhou um papel muito importante na economia da Região. Devido aos grandes riscos que os pescadores corriam no exercício das actividades piscatórias, a maioria dos pescadores transportavam diversos ídolos sagrados nos barcos para os protegerem dos perigos. A grande procura de ídolos sagrados por parte dos pescadores, assim como pelos habitantes de Macau, fez prosperar esta indústria e elevar o nível artístico da sua produção. No entanto, com o desenvolvimento social e as transformações económicas, a indústria piscatória entrou gradualmente em decadência. Assim, as lojas de ídolos sagrados também viram diminuir os seus negócios e aquelas que se depararam com grandes dificuldades foram desaparecendo sucessivamente durante as décadas de 60 a 80 do século passado.

            Actualmente, restam apenas duas lojas que se dedicam à escultura de ídolos sagrados, nomeadamente a Loja de Escultura de Imagens de Buda e Objectos de Madeira “Tai Cheong” (fundada há cerca de cem anos) e a Loja de Escultura de Ídolos Sagrados e Objectos de Madeira “Kuong Weng” (fundada em 1993). Ambas as lojas dominam todas as técnicas necessárias para a fabricação de ídolos sagrados - de design tradicional e com materiais de alta qualidade - assim como as técnicas de restauração de ídolos e templos, dedicando-se ainda ao restauro de ídolos de barro ou madeira e de santuários dos templos e mosteiros de Hong Kong e Macau, tendo a primeira alguma representação também no estrangeiro, como por exemplo no Reino Unido, nos Estados Unidos, no Canadá e no Sudeste Asiático. Nestes termos, a candidatura do projecto “Escultura de Ídolos Sagrados” reveste-se de grande valor e significado para Macau.

            No futuro, outros projectos de grande representatividade serão objecto de candidatura a Património Cultural Intangível da China. O Museu de Macau convida todos os residentes, instituições, associações e empresas de Macau a apresentar os seus projectos. Para mais informações, é favor consultar o sítio web do Instituto Cultural (www.icm.gov.mo) ou do Museu de Macau (www.macaumuseum.gov.mo).


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.