Trabalhos Arqueológicos

    O que é a Arqueologia?

    A palavra "考古" (Arqueologia) surgiu há muito no vocabulário chinês. Lu Dailin, no 7.º ano do reinado do Imperador  Yuanyau da Dinastia Song do Norte (1092 EC), compilou um catálogo sobre antiguidades, com o título "考古圖" (Kao Gu Tu); porém, a arqueologia naquela altura centrava-se na procura e classificação de artefactos antigos e tinha um significado diferente do actual (張光直 1993:53-54). O termo “Arqueologia”, tal como é usualmente entendido hoje em dia, deriva do grego «Αρχαιολογία», palavra composta por «άρχαΐοs» (significando antiguidade e coisas antigas) e por «λóγοs» (significando ciência, conhecimento), e refere-se ao estudo da história antiga através de vestígios materiais (夏鼐、王仲殊1994: 1; Julian Thomas 2004: 1).
    Na actualidade, a arqueologia é uma ciência dedicada ao estudo de sociedades e culturas do passado, através da descoberta e análise de vestígios arqueológicos, tais como estruturas e artefactos, estes últimos designados por "cultura material".  Cultural material inclui, por exemplo, ferramentas de pedra, cerâmica e porcelana, metais, jóias, utensílios, bem como vestígios de cariz ecológico, como ossos de animais, carvão vegetal, vestígios de plantas e pólen, entre outros. Através do estudo aprofundado dos achados arqueológicos, podemos ficar a conhecer os modos de vida das pessoas no passado e as várias fases do desenvolvimento humano. Uma das principais etapas dentro da arqueologia é a recolha de evidências arqueológicas, e o método privilegiado para o fazer é através da realização de escavações. Antes do início de uma escavação arqueológica, é necessário proceder a uma exploração preliminar do local, com base em métodos científicos e técnicos, bem como à pesquisa e levantamento de dados históricos, documentos, mapas e imagens relevantes, os quais devem ser analisados sob múltiplas perspectivas. Deste modo, é possível obter mais informação sobre o sítio a ser escavado, a fim de elaborar um programa de estudo e de intervenção, bem como planear os passos seguintes. Durante o processo de escavação, todos os artefactos e vestígios arqueológicos encontrados devem ser cuidadosamente expostos e sistematicamente registados segundo uma determinada metodologia científica, incluindo a sua localização espacial e estratigráfica, permitindo assim aos arqueólogos estimar um período de tempo e relacionar os vestígios com diversas actividades humanas ou vivências. Após a conclusão da escavação, os artefactos recolhidos do sítio são então catalogados para fins de análise, com vista a permitir o estudo de tudo o que diz respeito à vida humana de outros tempos.
    張光直,《考古學專題六講》,第二版,台北:稻香出版社,1993年,第53-54頁。
    夏鼐、王仲殊,〈考古學〉,《中國大百科全書‧考古學》,1994年第四版,第1頁
    THOMAS, Julian, “Archaeology and Modernity”. Routledge. E-book. ISBN 0-203-49111-4. 2004. Pp. 1, 4


    Política de Privacidade    |    Feedback

    Copyright © Instituto Cultural, Reservados todos os direitos.
    Praça do Tap Seac, Edif. do Instituto Cultural, Macau
    Tel:(853) 2836 6866 Fax:(853) 2836 6899 Email:webmaster@icm.gov.mo

    Este site foi optimizado para visualização a 1024 x 768, nas versões Internet Explorer 10, Adobe Acrobat Reader 9 ou superior.